Monthly Archives: novembro 2010

PAC

Foi preciso os traficantes do Complexo do Alemão saírem em debandada por uma rede de esgotos em construção para a gente descobrir pra que serve e o que significa PAC: Plano de Acobertamento de Criminosos.

Anúncios

BESTITE

Deu no G1.da Globo:
“Tite confia no Guarani ‘mais solto’ contra o Fluminense”.
Vai estar tão solto, mas tão solto, caindo aos pedaços, com os dois pés na segunda divisão e a cabeça rolando no gramado.
Se o Corinthians depender disso pra ser campeão, é melhor pedir asilo no Complexo do Alemão, depois do jogo.

TONGA DA MIRONGA DO CABULETÊ

1970.Vinícius e Toquinho voltam da Itália onde haviam acabado de inaugurar a parceria com o disco “A Arca de Noé”. Encontram o Brasil em pleno “milagre econômico”. A censura em alta, a Bossa em baixa.
No teatro Castro Alves, em Salvador, é apresentada ao Brasil a nova parceria.
Vinícius está casado com a atriz baiana Gesse Gessy, uma das maiores paixões de sua vida, que o aproximaria do candomblé, apresentando-o à Mãe Menininha do Gantois.
Sentindo a angústia do companheiro, Gesse o diverte, ensinando-lhe xingamentos em Nagô, entre eles “tonga da mironga do cabuletê”, que significa “o pêlo do fiofó da mãe”. Era a oportunidade de xingar os militares sem que eles compreendessem a ofensa.
E o poeta ainda se divertia com tudo isso:
“Te garanto que na Escola Superior de Guerra não tem um milico que saiba falar nagô”.

Fonte: Vinicius de Moraes: o Poeta da Paixão; uma Biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
 
Tonga da Mironga do Cabuletê
Toquinho e Vinicius de Moraes

Eu caio de bossa eu sou quem eu sou
Eu saio da fossa xingando em nagô
Você que ouve e não fala / Você que olha e não vê
Eu vou lhe dar uma pala / Você vai ter que aprender
A tonga da mironga do cabuletê
A tonga da mironga do cabuletê
A tonga da mironga do cabuletê
Você que lê e não sabe / Você que reza e não crê
Você que entra e não cabe / Você vai ter que viver
Na tonga da mironga do cabuletê
Na tonga da mironga do cabuletê
Na tonga da mironga do cabuletê
Você que fuma e não traga / E que não paga pra ver
Vou lhe rogar uma praga / Eu vou é mandar você
Pra tonga da mironga do cabuletê
Pra tonga da mironga do cabuletê
Pra tonga da mironga do cabuletê 

(Acho que ninguém na WordPress fala baianês pra censurar fiofó).

TÁ FEIA A COISA

Será que Dilma não tem um amiga, digamos assim, melhorzinha pra colocar no governo? Sai um dragão e entra um canhão.

TRÊS PORQUINHOS E UMA…

Dilma atribuiu aos “três porquinhos” o sucesso da campanha à Presidência. Na história, Cícero foi o que construiu uma cabana de palha, Heitor levantou uma casa de madeira e Prático construiu uma casa de cimento e tijolos, a única que resistiu às investidas do lobo mau. E qual seria o papel de Dilma na história? Mande sua sugestão.

EU, NEM?

Até Tiririca passou no exame em que o ministro da Educação foi reprovado.

INEPTO

Como diz o Macaco Simão, ese é o país da piada pronta. Inep, responsável pelo Enem, deve ser a forma abreviada de inepto. Segundo o dicionário é 1 Que não é apto. 2 Que não é inteligente. 3 Que revela toleima ou absurdo. 4 Sem jeito. 5 Incapaz.

E NEM TÁ AÍ

Pela segunda vez consecutiva, o Governo erra na aplicação do Enem. E nem, nada!!!

A CARA

Pior do que eu imaginava. Lula, que segundo Obama era o cara, disse que o próximo governo tem que ter a cara de Dilma.

SAI O DRAGÃO, ENTRA O CAVEIRÃO

Dilma já teria escolhido a nova ministra da Casa Civil, Graça Foster, diretora da Petrobras, mais conhecida como Caveirão, com perfil semelhante ao da presidente eleita. Pulso firme e sapato de bico largo. Ou seja, depois do Dragão entra o Caveirão. Tudo a ver.

PRABAIXO

E a carreira do careca, hein? Vai serra abaixo.

GROBETORTO

Depois de renunciar ao Senado para se candidatar a prefeito, de largar a prefeitura pra ser governador, de deixar o governo pra ser presidente, só falta agora Serra tentar a presidência do Parmera. Isso se o Filipão deixar…

PRIMEIRÃO

Os jornais dizem que Lula conseguiu eleger a primeira mulher presidente do Brasil. Mulher, que mulher? Ele conseguiu eleger um poste. O primeiro poste presidente do Brasil.