Monthly Archives: março 2010

MÁS COMPANHIAS

No fundo, Deus não é má pessoa, o problema são certas companhias.
Anúncios

MÁ MEMÓRIA

O cantor porto-riquenho Ricky Martin diz que estava escrevendo suas memórias, aí lembrou que era gay e resolveu se assumir. Living la vida, loca…

QUEM TE VIU

 
Veja tá cada dia pior, mas essa semana se superou.
 

IMPÉRIO DA BANDIDAGEM

Da coluna de Elio Gaspari, na Folha de S. Paulo: "DOMINADOS – As ligações perigosas dos jogadores Adriano e Vagner Love com a bandidagem do Rio criaram um problema para as empresas que patrocinam o Flamengo. A saber: a Batavo, da Brasil Foods (R$ 22 milhões), a Olympikus (R$ 21,3 milhões) e o banco BMG (R$ 8,5 milhões).
Duas são fornecedoras da garotada. Uma produz o Batavinho e outra vende camisas "Olympikus Adriano", a R$ 98 cada. O BMG é um banco que gasta bom dinheiro para impedir que o assaltem. Se as suas diretorias acham que não têm nada a ver com o que os atletas fazem fora do gramado, devem dar uma olhada no que aconteceu com o golfista Tiger Woods.
Ele se meteu num escândalo com uma modelo e 14 outras senhoras. (Nada a ver com golfe, muito menos com bandidagem, nem mesmo com o que Woods faz em pé.) O campeão perdeu perto de US$ 100 milhões anuais em contratos de patrocínio. As seguintes empresas decidiram afastar sua marcas da notoriedade de Tiger: Gatorade, Gillette, TAG Heuer e AT&T. Aqui vai uma ideia para um anúncio das três empresas: uma quadrilha, vestindo camisas da Olympikus, assalta uma agência do BMG para comprar Batavinhos".

DEUS É MAIS

Já houve um tempo, acredite, em que os padres acusavam os comunistas de comer criancinhas.

CARTÃO VERMELHO

Tava vendo o jogo na tv. Dentinho, do Corinthians, deu uma cotovelada em Washington, do São Paulo, na cara do juiz, que expulsou os dois. Até o comentarinthians Neto achou que a expulsão do são-paulino foi injusta. Acho que tinha que expulsar os dois: Dentinho e o juiz.

LULA LÁ IL N’Y A PAS DE QUOI

Já sei o que Lula quer ser depois de deixar a Presidência: piloto! Piloto de avião, piloto de caça, piloto de helicóptero, piloto de submarino, piloto de carrinho de bebê, piloto de fogão. Piloto de qualquer coisa, desde que seja da França.

RESUMO DO ÚLTIMO CAPÍTULO

 
Os gêmeos Miguel Inácio (o Mula) e Jorge Inácio (o Nula) brigam por causa de Marisa Luciana, que ficou faciaplégica – não move nenhum músculo do rosto após uma série de cirurgias plásticas e aplicações de botox. Dilmelena chora ao se olhar no espelho e ver que ficou a cara de Rubinho Barrichello com capacete. José Mayer Serra tá pegando todas: gripe suína, dengue, meningite; qualquer coisa que apareça pela frente ou pelas costas, ele pega. Tereza Marina quer fazer uma cirurgia pra mudar a cor dos olhos, de azul para verde, que combina melhor com o partido e com o vestido que ela comprou para a festa de debutante da filha, que tem quase 30 anos e idade mental de 15. O careca Otto Arruda, denunciado por corrupção por um ex-comparsa, descobre que foi traído mais uma vez: colocaram ele na novela errada, entrou na das oito, que começa às nove, quando deveria estar na das sete, que nunca começa no horário certo. De volta ao presídio da Papuda ele se encontra com o casal Nardoni e que Deus nos acuda! Que é uma outra novela.

FINGIDORES

Serra e Dilma são candidatos à Presidência e fingem que não são. Lula faz campanha pra Dilma e finge que não. Como escreveu Fernando Pessoa, "O poeta é um fingidor/ Finge tão completamente/ Que chega a fingir que é dor/ A dor que deveras sente". Já o político é um mentidor, mente tão descaradamente, que chega a mentir com ardor, o ardor com que deveras mente.

CÓPIA DA CÓPIA

 
Como já dizia Chacrinha, nada se cria, tudo se copia. CQC (Custe o Que Custar), da Band, é uma cópia do CQC (Caiga Quien Caiga) da tv argentina. Agora a Record anuncia o lançamento do programa Legendários, uma cópia da cópia, com Marcos Mion e outro refugos da MTV, que vire e mexe saem de lá e voltam, depois de não darem certo em lugar nenhum.

BIG BODE

Pedro Bial, apresentador canastrão do BBB (Baita Besteirol Babaca) e repórter medíocre que só ganhou fama por estar na Alemanha quando houve a queda do Muro de Berlim, disse outro dia que "caps lock" significa "em bom português" caixa alta.  Em bom português, "caps lock" corresponde à tecla de maiúsculas no teclado do computador.  Caixa alta é uma expressão usada por editores, jornalistas e escritores, medíocres ou não, como Bial, autor da biografia autorizada do eterno patrão e fundador do império global, Roberto Marinho.

LULITE E LULETES

Mesmo sessentão, Lula tem suas fãs, as luletes. Mas lulite só tem uma, dona Marisa – Marisa C. Lulite.

IN JUSTIÇA

O casal Nardoni, condenado pelo assassinato da menina Isabella, pode cumprir pena em regime semiaberto a partir de 2018. Tadinhos, não vão poder ver ao vivo a Copa de 2014 nem a Olimpíada de 2016, no Brasil. Mas a defesa pode recorrer da decisão e dizer que eles não merecem tamanho castigo.  

O CARA

Lula mandou comprar, sem licitação, quase R$ 3 milhões em móveis novos para o Palácio do Planalto, que está em reforma.  E ainda tem a desfaçatez de dizer que o Tribunal de Contas da União, que tem por obrigação fiscalizar os gastos do governo federal, está errado e não pode impedir a realização de obras, compras e serviços escandalosamente superfaturados. Como diz Obama, esse é o cara. O cara de pau, respaldado nos índices de popularidade. (Observação: me recuso a escrever cara de pau com hífen, como mico-leão-da-cara-dourada).

LULA LELAIR

O avião brasileiro é “o melhor do mundo hoje”, diz David Neeleman, fundador da Azul Linhas Aéreas, empresa de baixo custo. Sua companhia usa aeronaves da Embraer, que ele diz preferir a Boeing e a Airbus. Neeleman nasceu no Brasil, mas quando tinha cinco anos foi viver nos Estados Unidos, e fala português com sotaque de gringo. Enquanto isso o presidente Lula, que nasceu em Pernambuco e aos sete anos se mudou com a família pra São Paulo fala um dialeto do português, prefere acumular milhagens voando pelo mundo a bordo de um Airbus, que custou 57 milhões de dólares aos cofres públicos, enquanto os aviões da Embraer saem por US$ 37 milhões.  A Airbus tem sede na França assim como a Dassault Aviation, que fabrica os caças Rafale, escolhidos por Lula para a compra de 36 aviões para a Força Aérea Brasileira, que prefere caças suecos, mais baratos e mais eficientes, segundo os militares.  Por coincidência, mera coincidência, o Brasil já acertou a compra de seis submarinos e 50 helicópteros por R$ 28 bilhões, isso mesmo bilhões, de empresas francesas. Nem Carla Bruni é tão fiel assim a França de Sarkozy. Há um cheiro estranho no ar – e não é de perfume francês.

LÍNGUA

Jornais dizem que o presidente Lula, ao término do mandato, pode se candidatar ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas. Mas para isso ele tem que saber falar pelo menos uma língua. O português, por exemplo.

DILEMA COLORADO

FOSSATI FICA OU FOSSA TITICA?

CORRUPTO APOSENTADO

O coronel Antônio Jorge Santana, ex-comandante da PM da Bahia, pivô do escândalo da Operação Nêmesis (em março do ano passado), quando foi flagrado recebendo propina pela compra de 150 viaturas, está oficialmente na reserva. Sai com vencimentos de R$ 20.487,13, entre soldo, gratificações e vantagens. A maior delas é continuar em liberade.

TRILHA SONORA

Um olho cego vagueia procurando por um.

ESCÂNDALO

Tem tanto político corrupto no Brasil que, no dia em
que encontrarem um honesto, vai ser o maior escândalo.

PSDBEM

Depois do escândalo do mensalão de Brasília, o DEM já admite se fundir com o PSDB,  mentor do mensalão de Minas. Juntando os dois pra não se dar mal, a sigla poderia ser PSDBEM (Partido de Safados e Descarados Babando Eternamente pelo Mensalão).

FANTASTIQUE

Agora que todo o mundo virou fotógrago, com câmeras digitais e celulares, que tal se inspirar em Robert Doisneau (deve-se pronunciar algo como Robérr Doanô), um francês de fama mundial por suas fotos de Paris, após a 2ª Guerra Mundial. Clique no nome para ver mais, cada uma melhor do que a outra. O texto na abertura da apresentação diz que Robert  Doisneau é  provavelmente  o fotógrafo francês mais conhecido no mundo inteiro, em especial graças a fotografias como “O beijo do hotel da cidade".  Suas fotos em preto e branco das ruas e subúrbios da Paris pós-guerra fizeram sua fama. Doisneau é um transeunte paciente que mantém sempre certa distância em relação aos assuntos.  Ele busca a anedota (no caso com a conotação de breve relato), a pequena história. Suas fotografias são frequentemente marcadas de humor, mas igualmente de nostalgia, de ironia e de ternura.

NOTRE DAME

Carla Bruni, aos 25 anos: isso é que é primeira-dama,
não aquilo que Lula tem em casa, ou melhor, no palácio.

AVATÁRIO

Pelo jeito como a maioria é tratada,
estagiário não é gente. No máximo, um avatar.

GESTAÇÃO DE RISCO

Lula disse, em Israel, que carrega o "vírus da paz" desde o ventre da mãe. Como ele também já disse que a mãe era "analfabeta desde que nasceu", tudo é possível. Até um vírus do bem.

OUTRAS PALAVRAS

Vocês podem até achar que estou mentindo – e provavelmente esteja mesmo – mas já houve uma proposta no Congresso para que todos os nomes estrangeiros fossem traduzidos ou adaptados para o português.
Coisa que vale para alguns, como New York que virou Nova Iorque, London (Londres), Munich (Munique),  Jules Verne (Julio Verne), mas não vale para outros.
Não sei por que, mas Washington continua sendo Washington e não Uóxinton.
Rolling Stones não viraram Pedras Rolantes (na verdade, uma referência a mendigos).
Pior ainda é em Portugal, que adaptou o já ocidentalizado Iran para Irão e não Irã, como no Brasil.
Os portugas também traduzem nomes próprios, como os da família real britânica, em que a rainha Elizabeth é chamada de Isabel, o príncipe Charles é Carlos e, acredite, o herdeiro William é Guilherme.
Estranho? Você talvez já tenha ouvido falar da história de Guilherme Tell, o arqueiro que conseguiu partir com uma flecha uma maçã colocada na cabeça do filho. Pois em inglês, ele se chama  William Tell. 
Já William Bonner, da Globo, seria, ao pé da letra, Guilherme Delicado.
E Wales, que em português virou País de Gales?
E whisky, que foi aportuguesado para uísque, virou güisqui (assim mesmo, com g e trema) em espanhol e pelo jeito deve ser made in Paraguay.
Bem, depois dessa enrolação toda, das duas uma: ou essa regra vale pra todas as palavras ou não vale pra nenhuma.
Alguns nomes são fáceis de traduzir, como o do cineasta britânico Paul Greengrass – de quem certamente você nunca ouviu falar, a não ser que faça parte da dinastia Bourne. Viraria simplesmente Paulo Capim Verde – e você não iria ver um filme de um diretor com esse nome.
Outros exemplos:
– Michael Jackson (cantor, compositor, dançarino, único no mundo em preto e branco): Miguel Filho do Joãozinho. Mas como jack também significa operário, marujo, etc. e tal, você pode chamá-lo de filho de qualquer coisa,  que ele não vai se importar, até por que já morreu mesmo. Só deve ter se revirado no túmulo quando soube que, no atestado de óbito, colocaram sua cor como preta, depois de tanto dinheiro gasto em tratamentos e plásticas para embranquecimento.
– Robert Taylor (ator, também já morto, cujo nome verdadeiro era Spangler Brugh): Roberto Alfaiate.
– Morgan Freeman: (ator, esse ainda não morreu, caso contrário mereceria um Oscar póstumo por ter comparecido à cerimônia de entrega do prêmio): Homem Livre dos Mares.
– George Bush (ex-presidente americano, tanto o pai quanto o filho não morreram, mas mandaram matar um bocado de gente, inclusive Saddam Hussein, que matou muito menos do que eles):  Jorge Pentelho. Bush também significa bucha, matinho, moita, mas, no caso, pentelho é a mais perfeita tradução.
– Fidel Castro (ditador cubano, que já morreu e não sabe, mas ninguém tem coragem de dizer pra ele com medo de ir para o paredón): Fiel Fortificação.
– Grant Mariano (ex-tudo, vivo, pelo menos até o final dessa frase): Doação do Discípulo de Maria.
 
 

EU, HEIN?

 
Será que é isso que no Nordeste chamam de cabra da peste?

BRASIL-SIL-SIL!!!

brasilmapagif.gif Brasil - bandeira e mapa image by Eliseu_2007Que Estados Unidos, Japão, Alemanha, que nada. Não tem pra ninguém. O Brasil é o país mais rico do mundo. Aqui neguinho rouba, rouba, rouba até não poder mais, e o dinheiro nunca acaba.

CURTA, GROSSA E RÁPIDA

 

Da piloto Bia Figueiredo, que estreia na Fórmula Indy neste fim de semana em São Paulo, sobre sua dificuldade em fazer baliza com o carro:

"Eu sou piloto; não sou manobrista".

ASNEIRAS

Frases do livro Clube das Asneiras, coletadas pela psicóloga Andréa Codorniz, lançado pela editora Matrix:
 
– Cada pessoa é uma pessoa. Se cada pessoa não fosse uma pessoa, seriam pessoas diferentes. (Ruth Cardoso, antropóloga e ex-primeira dama do Brasil respondendo se achava Laura Bush mais simpática que Hillary Clinton)

– Quando um grande número de pessoas não consegue encontrar emprego, o resultado disso é o desemprego. (Calvin Coolidge, ex-presidente dos EUA)

– Estou muito satisfeito de estar junto aos brasileiros amigos. (Jacques Chirac, então presidente da França, ao desembarcar no Uruguai)

– Eu dupliquei em uma vez e meia o número de crianças matriculadas em creches. (de Luiz Paulo Conde, então prefeito do Rio de Janeiro, em debate na TV)

– Elas estão na cozinha, preparando a comida. (Fidel Castro explicando porque não havia mulheres na delegação que Cuba enviou à conferência da Organização Mundial do Comércio)

– A grande maioria das nossas importações vêm de fora do país. (do então presidente dos EUA, George W. Bush)

– Minha mãe era uma mulher que nasceu analfabeta. (Luiz Inácio Lula da Silva em discurso pelo Dia Internacional da Mulher, em 2004)

– Se está com desejo sexual, estupra, mas não mata. (Paulo Maluf, em campanha presidencial, em 1989)

– O cachorro é um ser humano como outro qualquer. (de Antônio Rogério Magri, então Ministro do Trabalho do governo Collor, ao ser pego levando sua cachorra ao veterinário em um carro oficial)

– A C&A estava por trás desses atentados contra Fidel Castro. (Edmilson Valentim, deputado brasileiro, trocando a Central de Inteligência Americana, a CIA, pela loja de departamentos C&A)

CHU-UVA

Detesto raios e trovões, mas adoro o som da chuva.  Chove, chuva…

VALE A PENA VER

    
 
Se uma imagem vale por mil palavras, esse vídeo da ong Sussex Safer Roads Partnership, da Inglaterra, vale por um milhão daquelas propagandas idiotas, que mostram cenas chocantes de acidentes, achando que as pessoas vão dirigir melhor se ficarem horrorizadas com as consequências por não usarem cinco de segurança, embora seat belt me lembre cinto de poltrona de avião, que só funciona em turbulência, já em caso de acidente aéreo não
sobreviveu ninguém pra contar. Pelo contrário, a menina que sobreviveu à queda de um avião na costa da África, no ano passado, só escapou com vida por que estava sem o cinto, se não teria afundado junto.

GENIAL

 
Todo publicitário se acha um gênio, mas quem fez esse comercial da Pepsi tá bem perto
 disso.
Uma obra à altura do talento de Henry, Messi, Drogba, Arshavin, Lampard e Kaká.

PIRRAÇA

No Pará, tem uma cidade chamada Pirraça. Botaram esse nome só de pirraça? E quem nasce lá é pirracento?