Monthly Archives: junho 2007

BOECHAT E BEIJUPIRÁ

  Espremido na bancada do Jornal da Band entre o metafórico Joelmir Beting e uma loura do tempo a pulso, Ricardo Boechat não parece o mesmo jornalista que, no comando da rede de rádio Band News, detona políticos, banqueiros, ladrões de colarinho branco e corruptos de plantão, numa aula diária do melhor jornalismo feito no país. Pena que seus comandados não sigam o exemplo. Na contramão da notícia, a Band News de Salvador faz um jornalismo chapa-branca, divulgando releases e versões oficiais, e entrevistando anunciantes em potencial. A opinião digamos mais ousada e independente que o apresentador baiano emitiu até agora foi a de que "a moqueca de beijupirá é uma delícia".

PRA BOI DORMIR


– Conta outra historinha,  tio Renan, conta outra…

DEUS É MAIS

 

dai da caixa

Ao ser preso em casa por fraude em licitações, o prefeito do município de Ubatã (BA) implorou, só de cueca, aos policiais:
– Meus Deus! Não façam nada comigo, eu sou evangélico!
 

 

e-mail


renancalheiros@masfaz.cow.br

MUSICOW

Jornalista free-lancer (e que dá lance!)
oferece esta página musical
para o senador Renan Cowlheiros

Boi Voador Não Pode

(Chico Buarque e Ruy Guerra)

Quem foi, quem foi
Que falou no boi voador
Manda prender esse boi
Seja esse boi o que for

O boi ainda dá bode
Qual é a do boi que revoa
Boi realmente não pode
Voar à toa

É fora, é fora, é fora
É fora da lei, é fora do ar
É fora, é fora, é fora
Segura esse boi
Proibido voar

MORTAL


De um colorado sobre o
Grêmio na final da Libertadores:

"Pra ganhar de morto
(Náutico, Caxias, Defensor),
basta estar vivo.
Quero ver ser imortal contra o Boca".

SUBSERVIENTE

Com os melhores jogadores do Campeonato Brasileiro (Alexandre Pato, Willian e Renato Augusto) na Seleção Sub-20 e os old bad boys (Romário, Edmundo) na Sub-45, o Brasil vai disputar a Copa América com um time que ouve calado as ordens do presidente da CBF, repassadas pelo capataz Dunga.

No Pagode do Vavá

Composição: Paulinho da Viola no Saco

Domingo, lá na casa do Vavá
Teve um tremendo pagode
Que você não pode imaginar
A peefe desbaratou uma quadrilha não-junina
Só quem é do Planalto é que sabe
Que o que rolava era propina

Tinha meliante de todo lugar
No pagode do Vavá

Neguinho aprontava, roubava à vontade
Afanava um montão
E depois fazia a partilha
Lá na casa do primeiro-irmão

Vi muito peixe graúdo
Se fingir de morto e distraído
Apesar do barulho da batida
A primeira-cunhada não ficou sem o marido

Um telefone grampeado
Cortou o barato e arraia miúda dançou
Muito pé de chinelo corria
Quando a poliça chegou

Minha gente, não fique animada
Que não há motivo pra toda essa alegria
Com tanta defesa comprada
Na cadeia eles não passam mais um dia 
 

NUM VOTO MAI

Já que estamos em ritmo de festas juninas,
com um monte de quadrilhas aprontando
em tudo que é arraiá, aí vai
uma adaptação de Derramaro o gai,
de Luiz Gonzaga e Zé Dantas.

Eu nesses político num voto mai,
 robaro todo dinhero
e inda querem mai,
robaro todo dinhero
e inda querem mai.

Coisa boa desse congresso
eu sei que não sai.

Já não tão mai respeitando
nem mãe nem pai,
e com tanta corrupção
um dia a casa cai.
Eu sei pronde esse país vai,
por isso nesses político
eu num voto mai.

EM BRASÍLIA, 19 HORAS



CORRUPTACO-PAPACO!!!

ANIMAIS E OUTROS BICHOS


Chávez mirou no que ouviu e atingiu o que não viu, ao chamar nossos nobres congressistas de papagaios. Como é sabido desde o tempo em que Darwin passou por aqui, os parlamentares brasileiros pertencem a outra espécie de aves, as de rapina.